A Bayer completou, na quinta-feira (7,) de forma bem-sucedida a aquisição da Monsanto. As ações da empresa americana não serão mais negociadas na Bolsa de Valores de New York, agora que a Bayer é a única proprietária da Monsanto. Os acionistas da Monsanto receberão 128 dólares por ação. J.P. Morgan auxiliou a Bayer a concluir o processo de pagamento desta que foi a maior aquisição da história da empresa.

De acordo com a aprovação condicional do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, a integração da Monsanto com a Bayer poderá acontecer assim que os desinvestimentos para a BASF estejam concluídos. Espera-se que este processo de integração comece em aproximadamente dois meses.

“Hoje é um ótimo dia: para os nossos clientes – agricultores ao redor do mundo, aos quais seremos capazes de ajudar a manter e aumentar cada vez mais suas colheitas; para nossos acionistas, pois essa transação tem o potencial de criar valor significativo; e para os consumidores e a sociedade como um todo, pois estaremos melhor posicionados para ajudar os agricultores de todo o mundo a cultivar alimentos mais saudáveis e acessíveis e de maneira sustentável. Como líder em inovação na agricultura, oferecemos aos colaboradores mundialmente empregos atrativos e oportunidades de desenvolvimento,” disse Werner Baumann, presidente do Conselho de Administração da Bayer.”As metas ligadas à sustentabilidade são tão importantes quanto as metas financeiras. Nosso objetivo é estar alinhado com as responsabilidades que uma posição de liderança na agricultura implica e aprofundar o nosso diálogo com a sociedade.”

“O anúncio de hoje representa um importante marco rumo ao objetivo de criar uma empresa líder na agricultura, ajudando os agricultores em seus esforços de serem mais produtivos e sustentáveis, beneficiando nosso planeta e os consumidores”, disse Hugh Grant, atual presidente e CEO da Monsanto. “Estou orgulhoso do caminho que percorremos como Monsanto e ansioso sobre como a nova companhia poderá impulsionar a agricultura moderna.”

Liam Condon, membro do Conselho de Administração da Bayer, irá liderar a divisão Crop Science quando a integração começar.
Liam Condon, membro do Conselho de Administração da Bayer, irá liderar a divisão Crop Science quando a integração começar.

Liam Condon, membro do Conselho de Administração da Bayer, liderará a divisão Crop Science quando esta integração começar. Até lá, a Monsanto e a Bayer continuam a operar de forma independente.

Sobre a Bayer

A Bayer é uma empresa global com competências em Ciências da Vida nas áreas de agricultura e cuidados com a saúde humana e animal. Seus produtos e serviços são desenvolvidos para beneficiar as pessoas e melhorar sua qualidade de vida. Além disso, a companhia objetiva criar valor por meio da inovação. A Bayer é comprometida com os princípios do desenvolvimento sustentável e com suas responsabilidades sociais e éticas como uma empresa cidadã. Em 2017, o Grupo empregou cerca de 99 mil pessoas e obteve vendas de € 35 bilhões. Os investimentos totalizaram € 2.4 bilhões e as despesas com Pesquisa & Desenvolvimento somaram € 4.5 bilhões.