Pelo oitavo ano consecutivo, o Cofeci — Conselho Federal de Corretores de Imóveis participa da MIPIM — Marché International des professionnels de l’immobilier, realizado na primeira quinzena de março (entre 10 e 13). Trata-se do maior evento internacional que reúne investidores do mercado imobiliário. Em média, passam pelo MIPIM 25 mil pessoas, a maioria composta por grandes investidores. O objetivo é atrair este público para que invistam em empreendimentos brasileiros.

O Cofeci, como regulador da profissão de corretor de imóveis no Brasil, mas também como legítimo representante dos interesses da categoria, nos termos do art. 7º da Lei 6.530/78, não pode deixar de participar de um evento de tal magnitude. “Nossos objetivos são a difusão da legislação que regula nossa profissão no Brasil, no intuito de alertar os investidores de que a intermediação de negócios imobiliários no país só pode ser feita por meio de corretores de imóveis devidamente habilitados pelo respectivo Conselho Regional”, afirma João Teodoro, presidente do Sistema Cofeci-Creci. Além disso, a delegação brasileira irá apresentar ao mundo as potencialidades do comércio, indústria, serviços, agricultura, pecuária, turismo, entre outras e, consequentemente, a pujança do nosso mercado imobiliário.

Neste ano, em particular, o Cofeci estabeleceu uma parceria com a Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da CDURP — Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto. Com isso, será apresentado durante o MIPIM o projeto de revitalização do Porto Maravilha (Região do Porto do Rio) com a finalidade de atrair investidores. Além desta grande obra, também serão apresentados outros empreendimentos por meio de parcerias com o Conselho Federal de Arquitetura (representado pelo CAU/SP) e a empresa alagoana Taboada, com um grande projeto residencial (Vista Lagoa), em construção na Ilha de Santa Rita, no município de Marechal Deodoro, na região metropolitana de Maceió. “Estas parcerias são muito importantes, não apenas porque permitem a redução de despesas, mas principalmente porque teremos o compartilhamento de um estande maior e muito bem localizado na feira, que transmitirá de maneira muito mais forte a imagem do Brasil”, complementa João Teodoro.

Com o tema central ‘O Futuro é Humano’, a edição de 2020 se propõe a aprofundar e a dar continuidade ao que foi apresentado no ano passado, sobre responsabilidade sustentável. A intenção é colocar os moradores da cidade no centro da conversa, concentrando-se na dimensão social do desenvolvimento sustentável. O MIPIM 2020 focará em como as cidades precisam se reinventar para atender às aspirações de seus habitantes por uma melhor qualidade de vida.

Uma cidade atraente é aquela em que a vida é boa, hospedando quem nela vive, bem como empresas e investidores. Esse círculo virtuoso deve formar a base para todos que projetam e constroem as cidades de amanhã. Para isso será necessário avaliar que tipos de serviços e instalações podem oferecer a seus habitantes para tornar suas vidas mais convenientes, seguras e ecológicas, além de mais abertas, conectadas e inclusivas. O programa da conferência MIPIM abordará todos esses tópicos, incluindo moradia, mobilidade e cidades inclusivas.

SERVIÇO

MIPIM 2020 – Marché International des Professionnels de l’immobilier

Quando: de 10 a 13 de março

Onde: Palais des Festivals – Cannes — França

Informações: http://www.mipim.com/

Sobre o Sistema Cofeci-Creci: Composto por um Conselho Federal e 25 Conselhos Regionais de Corretores de Imóveis em todo o Brasil que têm a função de normatizar e fiscalizar uma profissão de grande relevância para o desenvolvimento da nação. O Sistema funciona sob a égide da lei 6.530, de 12 de maio de 1978 e engloba cerca de 380 mil Corretores de Imóveis e 46 mil empresas de intermediação de negócios imobiliários.