Quando vemos um avião cruzando o céu quase nunca nos lembramos que teve todo um preparo complexo antes da decolagem. Cálculos, abastecimento, rota, condições meteorológicas, só para citar algumas das medidas que fazem parte de um criterioso planejamento operacional. Sem isso, a possante máquina metálica não vai a lugar nenhum. Nem sai do chão.
Até sem percebermos, e obviamente que de uma forma mais simplificada, o planejamento está presente em nossas atividades diárias. Antes de sairmos de casa, repassamos agenda do dia, pensamos no trajeto e consultamos as condições do tempo para saber o que usar. Estes e outros comportamentos básicos do nosso cotidiano fazem parte da nossa vida profissional e pessoal, organizando o andamento do nosso dia, maximizando o tempo e possibilitando a realização das tarefas em tempo hábil.
É isso, o sucesso não é obra do acaso. É resultado do planejamento para qualquer tipo ou tamanho de negócio. Com ele definem-se as ações para otimizar e possibilitar a realização das tarefas de gestão e administração, que estão relacionadas à preparação, organização e estruturação de um determinado objetivo. O sucesso é uma conquista de quem se planeja para alcançá-lo.

Celebridade instantânea X continuidade

Há até casos de negócios sem o menor planejamento, que conseguem um certo sucesso imediato e circunstancial. Como as celebridades instantâneas que ganham notoriedade passageira, esse sucesso geralmente acontece por algum comportamento ou necessidade do mercado, que, no entanto, não garantem a sua continuidade. Passada a euforia do momento que impulsionou o êxito repentino, ele se vai como nuvem de fumaça. Quando uma oportunidade não é aproveitada com o devido planejamento, deixa então de ser uma oportunidade.
As escolhas são feitas no início e a continuidade de um empreendimento depende dos primeiros passos em direção ao sucesso. Não basta apenas escolher um ramo de atividades em demanda para transformar uma boa ideia em um negócio rentável. Se ele vem com a proposta de ficar e garantir seu espaço, pede um plano de ações adequado ao seu perfil na hora de levantar voo. Porém, planejar não é tão simples quanto parece. Trata-se de um estudo complexo, que em linhas gerais pesquisa as circunstâncias do momento e as variações do mercado, entre outras considerações específicas. É o conhecimento necessário que possibilita uma análise do contexto geral. Resumindo, é o grande aliado do empreendedor que quer decolar com confiança.

Ferramenta poderosa

Estratégico, tático ou operacional, para cada objetivo almejado há um tipo de planejamento eficaz, que funcionará como uma poderosa ferramenta na administração de um negócio. Salles indica que “um bom planejamento deve no mínimo estudar o mercado local, o produto e serviços, os concorrentes, os riscos, a legislação, estratégia e potencial de venda e os custos”. Ele aconselha ainda que “é muito importante contar com profissionais experientes nessa caminhada”.
A recomendação é válida tanto para quem vai expandir no país de origem como para quem pretende investir no mercado exterior.  Para estes especificamente ele dá uma dica: “Um bom exemplo da importância de planejar é a prevenção dos riscos comuns enfrentados pelo empresário no exterior, decorrentes da dificuldade com o idioma. Com um planejamento adequado é possível contorná-los, por exemplo, procurando um empreendedor local para ser sócio de seu investimento”, argumenta o consultor.