Tomar um café cremoso e saborear deliciosos salgadinhos no Restaurante Viena, além de provar um buffet diversificado, era privilégio dos brasileiros e dos visitantes que frequentavam os principais aeroportos do país. Agora, porém, há a opção de provar os pratos servidos no Viena no último andar do Aeroporto Internacional de Miami.

Após dois anos de obras e investimento de $5 milhões o restaurante foi inaugurado em março deste ano em um amplo espaço de mil metros quadrados. IMCMV Holdings é o responsável pela abertura dessa nova alternativa gastronômica em um dos principais aeroportos americanos. Este grupo sediado nos EUA pertence à IMC Brazil, com sede em São Paulo.

International Meal Company (IMC) é uma holding brasileira que atua no segmento de fast food restaurantes. Fundada em 2006 pela Advent International, opera 386 restaurantes e tem cerca de 14.000 empregados no Brasil, Colômbia, México, Panamá, Porto Rico e República Dominicana, além dos EUA. Além do Viena, o portfólio da IMC inclui Frango Assado, Wraps, Go Fresh, Brunella, Gino’s e Airports Concepts/Airport Shoppes.

Fachada do Restaurante Viena no Aeroporto de Miami
Fachada do Restaurante Viena no Aeroporto de Miami

Nos EUA, IMCMV Holdings está usando Viena para testar seu conceito no mercado local, segundo o CEO David Crabtree. “Nosso crescimento está focado nos conceitos dos restaurantes Margaritaville e LandShark Bar & Grill. Por isso, não temos planos de expandir o conceito Viena, por enquanto”, afirma Crabtree. O executivo revelou ainda que especialistas do Brasil e dos EUA trabalharam em conjunto no desenvolvimento do cardápio oferecido pelo Viena – que tem 100 lojas espalhadas por seis estados.

Aliás, junto com o Viena IMCMV Holdings abriu uma filial da rede Margaritaville no MIA (Miami International Airport), junto ao lobby do MIA Hotel. Rede Margaritaville é especializada em hambúrgueres, saladas e sanduíches com tempero inspirado nas culinárias do Caribe.

O Miami International Airport é, sem dúvida, um ótimo local para servir como mercado-teste, pois mais de 1,5 milhão de passageiros brasileiros por ano circulam neste aeroporto americano com mais voos para o Brasil diariamente.