A TAM Aviação Executiva, número um em vendas de aeronaves executivas no mercado nacional e representante oficial das fabricantes Beechcraft, Cessna e Bell, além da líder mundial em treinamentos FlightSafety, será, pela terceira vez consecutiva, a maior expositora da LABACE, a mais importante feira do segmento no país, que ocorre entre os dias 14 a 16 de agosto. Serão 9 aeronaves expostas entre modelos a pistão, turbo-hélices, jatos e helicóptero. Destaque para o Citation Longitude, um dos maiores e mais avançados jatos produzidos pela Cessna e que pousa na América Latina pela primeira vez, e para o Bell 505 Jet Ranger X, o helicóptero que mexeu com o segmento dos monoturbinas leves desde que foi apresentado ao mercado, em 2015.

TAM AE está expondo na LABACE também o modelo King Air C90GTX
TAM AE está expondo na LABACE também o modelo King Air C90GTX

Além deles, deverão pousar na feira o modelo a pistão Baron G58, os turbo-hélices Grand Caravan EX, King Air C90GTx e King Air 350i, os jatos Citation M2, Citation CJ3+ e Citation Latitude.

“Estamos preparados para a retomada”, afirma Leonardo Fiuza, Presidente da TAM AE. “A aviação executiva segue o ritmo da economia no país e, ao que tudo indica, deve voltar logo a um novo e melhor patamar. Somos o segundo mercado mundial no segmento, atrás somente dos Estados Unidos, e, embora os dois últimos anos tenham sido um pouco mais difíceis em decorrência da desaceleração econômica brasileira, já notamos um volume maior de negócios sendo concretizados e em prazos menores. ”

Em 2018 a TAM Aviação Executiva espera comercializar 45 aeronaves, o que representa um aumento de 15% em relação ao ano passado, e a LABACE deve, mais uma vez, impulsionar esses números. “Historicamente o segundo semestre costuma ser melhor que o primeiro na aviação executiva, e o evento acaba sendo o ponto de partida para a concretização e a criação de novos negócios”, afirma Fiuza.

Atentos a este movimento, as grandes fabricantes mundiais voltam a enxergar o Brasil como um dos principais players. Não à toa, alguns dos produtos mais aguardados serão trazidos ao país e poderão ser vistos no evento que inicia na próxima terça-feira. É o caso do Citation Longitude, um dos jatos mais aguardados da Cessna e que vem à América Latina pela primeira vez.

“Há uma grande expectativa em relação a este produto por tratar-se de um jato da Cessna de alcance intercontinental, com uma cabine ainda mais ampla, além de conforto e tecnologia em níveis imbatíveis. É uma honra sermos um dos primeiros países a ver de perto esta supermáquina, e a vinda da aeronave reforça a nossa condição de mercado em potencial para o produto”, explica Rafael Mugnaini, Diretor Comercial da TAM Aviação Executiva.

Helicóptero Bell 505 Jet Ranger X é uma das estrelas da TAM AE
Helicóptero Bell 505 Jet Ranger X é uma das estrelas da TAM AE

Outro destaque da TAM Aviação Executiva na LABACE será o helicóptero Bell 505. O modelo, que recentemente foi certificado pela ANAC, não para de chegar ao Brasil. Em apenas dois meses, seis unidades foram entregues no país e outras já estão programadas. “Estamos trabalhando o produto há algum tempo e conseguimos mostrar ao mercado brasileiro que o 505 é a melhor opção na categoria dos monoturbinas leves. Fomos responsáveis por 10% de todos os pedidos da Bell para este modelo, o que nos torna o segundo maior comprador de 505 no mundo”, conclui Mugnaini.

Vale destacar que pelo terceiro ano consecutivo a TAM Aviação Executiva foi premiada pela fabricante por ter registrado a marca de mais de 50% de market share em helicópteros vendidos no Brasil. Ou seja, mais da metade dos helicópteros vendidos no país em 2017 foram da marca Bell.

Se a venda de aeronaves apresenta números expressivos, os outros serviços que integram o portfólio da TAM AE não ficam atrás. “É uma reação em cadeia, quando o mercado reage, toda a rede de serviços ligados à aviação executiva responde”, afirma Leonardo Fiuza.

É nesse clima de recuperação e otimismo que a TAM AE marca presença na 15ª edição da LABACE. Veja as opções de produtos e serviços oferecidos pela empresa e que serão apresentados no evento.

Venda de aviões, helicópteros e treinamentos

Primeiro lugar em vendas de aeronaves executivas do país, a TAM AE dispõe de 25 modelos em seu portfólio, incluindo aeronaves a pistão, turbo-hélices, jatos e helicópteros, com características que atendem aos mais distintos segmentos. Essa variedade e versatilidade permitem à empresa transitar por diversas áreas e oferecer produtos sob medida para diferentes tipos de missão, o que a torna ainda mais competitiva.

Para o diretor comercial da TAM AE, Rafael Mugnaini, a parceria com marcas líderes de mercado, referência em seus segmentos, acaba refletindo positivamente nos números. “O empresário brasileiro quer o máximo em qualidade, conforto e tecnologia, e nós oferecemos o que há de melhor em cada segmento. Melhor preço, melhor condição, suporte e segurança na operação são alguns diferenciais que pesam na hora de fechar negócio e é este pacote completo que buscamos oferecer aos nossos clientes”, completa.

Há três anos a TAM AE é responsável por mais de 50% das vendas de todos os helicópteros novos comercializados no país, o que dá aos produtos Bell uma fatia cada vez maior do mercado de asa rotativa no Brasil. Vale destacar que a frota de helicópteros brasileira é a segunda do mundo, atrás somente dos Estados Unidos.

Neste ano, a TAM AE celebra os 15 anos de parceria com a FlightSafety, empresa norte-americana reconhecida mundialmente como pioneira no segmento de treinamentos em simulador de voo para tripulação da aviação executiva.

A empresa possui uma estrutura inigualável, com 45 centros de treinamento distribuídos por 11 países, mais de 320 simuladores de alta tecnologia, mais de 135 tipos de programas de treinamento, com mais de 4.000 cursos diferentes destinados a pilotos, mecânicos, comissários de voo, despachantes e instrutores, além de oferecer 100 cursos na modalidade online. São mais de 1,4 milhão de horas de treinamento por ano, incluindo 750.000 horas em simuladores.

No Brasil, a TAM AE possui uma equipe exclusiva e especializada para a venda de treinamentos da FlightSafety seguindo à risca todas as regulamentações e regras vigentes para o mercado da aviação executiva no país.

“Para a segurança de uma operação aérea, tão importante quanto ter um produto de ponta, é manter a tripulação sempre treinada e em dia com as melhores práticas e atualizações. E esse compromisso, muito alinhado à visão da TAM Aviação Executiva, faz parte do DNA da FlightSafety, o que endossa esta nossa parceria que já dura 15 anos”, afirma Mugnaini.

Manutenção

A empresa também registra bons resultados com a área de manutenção. Detentora do maior parque de manutenção de aeronaves executivas da América Latina, a companhia viu crescer a demanda por serviços em suas oficinas de Jundiaí (SP) e Belo Horizonte (MG), desde a homologação da ANAC para atendimentos a aeronaves Beechcraft King Air, sendo estas duas unidades hoje os Centro de Serviços referenciados pela Textron Aviation no Brasil. E a expectativa é que no início do próximo ano a autorização seja estendida ao seu Centro de Manutenção de Aracati (CE), ampliando ainda mais a sua atuação na Região Nordeste.

Para o diretor de Manutenção da TAM AE, Ruy Amparo, o setor deve ser impulsionado neste semestre. “Estamos atuando mais fortemente nos mercados externos do Cone Sul, como Paraguai, Chile e Argentina, em forte parceria com os Centros de Serviços da Textron nesses países. Esta cooperação nasceu no início de 2017 com a operacionalização do Projeto One Call da Textron, em que a TAM Aviação Executiva foi designada para coordenar sua execução nesta região. As vendas de modificações e instalações também estão em alta, principalmente com a necessidade das aeronaves estarem equipadas com o ADS-B (novo sistema de melhoria da navegação aérea nos EUA, Europa e alguns países da América Latina) até o final de 2019. Além disto, estamos executando e recebendo solicitações para orçamentos de serviços especializados, como upgrades, instalação de internet pinturas gerais, reforma de interiores, além de estarmos crescendo muito o negócio de venda de peças para diversas oficinas brasileiras, com o diferencial da entrega direta aos clientes, sejam frotistas, operadores ou oficinas especializadas”, acrescenta.

“Hoje o fator disponibilidade da aeronave é muito relevante e decisivo na hora de se escolher uma oficina, e isso coloca a TAM AE na vanguarda do segmento, afinal, itens como estoques otimizados, Depósito Especial Alfandegado e logística eficiente de importação e distribuição nacional, que já fazem parte da nossa operação, se tornam ainda mais importantes”, conclui.

Fretamento, Gerenciamento, Administração de Aeronaves e FBO

Outro segmento que mostra aquecimento em 2018 é o de Fretamento, Gerenciamento, Administração de Aeronaves e FBO (Fixed Based Operator). Segundo o diretor Heron Nobre, o saldo do primeiro semestre foi bastante positivo. “Acreditamos que seja um reflexo da melhora da nossa execução comercial. Estamos trabalhando mais próximos ao mercado, buscando novos clientes e melhorando cada vez mais nossos serviços”.

Em março deste ano, a TAM AE lançou uma campanha campeã no FBO, que foi o Atendimento Premiado. A ideia é fidelizar e premiar os tripulantes das aeronaves que mais utilizam os serviços de FBO. “A campanha está sendo um sucesso e, a pedido do mercado, já estamos trabalhando na sua extensão e ampliação. Fomos pioneiros neste tipo de ação na aviação executiva e já estamos trabalhando em outras novidades”, destaca Nobre.

O executivo cita ainda a inclusão de novas aeronaves no serviço de fretamento da companhia. “A partir de agosto, incorporaremos à nossa frota de táxi aéreo um Citation CJ1 baseado em SP, e a expectativa é que em breve mais um jato e um turbo-hélice sejam adicionado à operação”, explica Nobre.

A TAM Aviação Executiva projeta fechar 2018 com um crescimento de cerca de 10% nos serviços de FBO e cerca de 15% nos serviços derivados do Táxi Aéreo (Fretamento e Gerenciamento de Aeronaves).